40ºC e saltos altos

6

Written on segunda-feira, agosto 30, 2010 by Maria

Se eu mandasse não havia temperaturas acima dos 30ºC  e só se andava de salto alto em dias muito, muito mas muito especiais em que estes sapatos fossem simbolo de alguma coisa importante. E nesses dias, também os homens os usavam. Por exemplo, dias em que alguém importante para o país, para o mundo ou mesmo alguém muito querido da familia, morresse. E porquê?  Porque isso significava que estávamos mais altos nesses dias, ou seja, mais perto do céu e daqueles que perdemos. Nestes dias era justo termos dores, fazermos bolhas, estarmos mais altos que o resto das pessoas, andarmos meio tortos, e melhor, vermos os homens no mesmo sofrimento. Assim, também se acabavam com as figuras tristes das mulheres que não sabem andar de saltos mas insistem em fazê-lo e denigrem a nossa imagem. E também era assim que se acabava com episódios como: estarmos num bar vestidos com onda, ténis Onisuka Tiger, aspecto descontraído e Toma! entra uma barbie dondoca com saltos rosa choc, mini saia colada ao rabo e sabemos que a partir desse momento, mesmo aos pulinhos em cima do balcão, não nos vêem e por isso é escusado pensar em recebermos o nosso panaché primeiro que o gin tónico da outra parola.
Também podíamos usar saltos em dias de concerto se estivessemos na plateia e a nossa altura for inferior a 1,55m (exclusivo para as meninas). (Engraçado como 1,55m, é o meu caso, mas só por um centímetro). De resto proibido! Proibido falsear a altura! Se somos baixinhas assumimos, se somos altas não fazemos nada para sermos mais ainda! E andamos todas com os pés impecáveis, sem calos, sem joanetes, sem bolhas, sem dores. Andava tudo de sandalinha rasa, tenisinho pinta, havainas, não interessa. Interessa que andavamos mais confortaveis e giraças na mesma.
E se nunca estivesse calor a mais e as temperaturas não subissem aos 40ºC como hoje, os pézinhos não inchavam e não se quebrava a tensão e aí sim, era tudo tão mais porreirinho.

The Real Toy Story

0

Written on domingo, agosto 29, 2010 by Piero

Coisas parvas deste mundo

1

Written on terça-feira, agosto 24, 2010 by Piero

-Há um acidente neste país com quase 100 carros e explosões à filme

-No Chile uns mineiros ficaram soterrados e vão ficar lá 4 meses até serem resgatados

-Na China há uma fila de trânsito de 100km que dura há 9 dias


Serei só eu, ou o mundo está estúpido?

22 Agosto

2

Written on segunda-feira, agosto 23, 2010 by Maria

Tinha na agenda da memória que 22 era o último dia. E todos os dias me lembrava, hoje é dia 16 ainda dá. E depois ligava e nada. E depois ligava e não atendia. E os dias passavam e eu a lembrar-me que daqui a nada já é 22. Mas ainda não era. E depois pensava deve estar na praia agora não vai atender, ligo à noite. E à noite ou me esquecia, ou lembrava-me tarde de mais ou tentava e a vodafone não deixava e agora olhei para a data e já é 23 e a minha joana já não está cá e eu nem lhe disse Olá e por isso também nem lhe disse Adeus. :(


Piccola Maria.

Pensamento de casa de banho

3

Written on quinta-feira, agosto 19, 2010 by Piero

Porque é que os boxers têm botões?

Será que quem faz botões no boxers está a pensar que nós homens andamos normalmente de roupa-interior em sítios onde não nos podem ver a pila?

"Ah vou ali ao Pingo Doce, deixa lá fechar aqui o botão porque assim vou só de boxers"

"Ainda bem que os meus boxers têm botão, assim posso conhecer os pais da minha namorada com estes que têm o Snoopy e o Charlie Brown"

É que é ridículo estar num urinol com dois dedos, naqueles 5cm de espaço, a ter que desabotoar um botão que nunca devia ter estado lá.


Pronto, são estes os pensamentos que me assolam durante o dia de trabalho.

Se eu pudesse ser um super herói

4

Written on terça-feira, agosto 10, 2010 by Piero

Seria claramente o Kick Ass!


Vi o filme e achei genial.

É o primeiro super-herói sem poderes. Ele não tem nada sobrenatural nem dinheiro nem nada. Simplesmente tem vontade de "kick some ass".

É o meu herói!