para ti

3

Written on quarta-feira, novembro 17, 2010 by Maria

Hoje as minhas calças cheiram mal e tudo porque as tiramos da corda antes de secarem. E ontem adormecemos sem ver como acabaram os "gordos". E tu chateaste-te comigo por causa do iPhone. E eu fiquei sem saber o que me querias contar mais sobre o trabalho fixe do bricomarché. E o jantar no sitio do costume não correu tão bem como o costume. E não chegamos a nenhuma conclusão sobre o carro, nem sobre a casa, nem sobre a dona luisa. E hoje acordei com dores no pescoço por causa da almofada. E na semana passada as castanhas tinham bicho. E as de anteontem não tinham mas ficamos com uma dor de barriga daquelas. E ontem reparei que as minhas meias preferidas perderam o elástico das lavagens na máquina. E por falar em máquina, ia estragando a Nespresso porque na segunda de manhã fiz café sem água, mas hoje já estava boa outra vez. E a tomada da sala explodiu e lá vai mais dinheirinho para remendar. E o esquentador? Ainda estamos com o que o electricista emprestou não é? Aquele banho de água fria, não quero repetir. E a vizinha continua a gritar à hora de jantar. Maluca a mulher. E continuamos a acordar às 8h da manhã no sabado por causa dos canos. E era para irmos andar de barco no sabado, mas já não vamos. E era para jantarmos fora no dia em que fazemos mais um ano, mas nem sequer temos uma data para comemorar. E na semana passada discutimos tanto e por coisas tão parvas que já era preferível estarmos calados. Principalmente eu, eu sei. É do mau feitio de quando estou com fome.  E mesmo assim, a nossa vida não é tão perfeita?

Nada de pessoal, mas prefiro que a minha filha se chame Marília.

3

Written on quarta-feira, novembro 10, 2010 by Maria


Os nomes deviam estar fora disto, mas não estão. Às vezes eu implico com pessoas. Às vezes passa-me à primeira, outras vezes não.
E às vezes as pessoas implicam comigo. Principalmente as mulheres. E às vezes também lhes passa.
Faz parte. E eu vivo bem com isso. Na verdade até gosto.
O que me faz mesmo impressão, é que as pessoas que me lixam a vida, aquelas que nunca me passa a implicância porque são pessoas que num momento das suas vidinhas tristes decidiram que tinham de arruinar a minha, (e não conseguiram) têm quase sempre uma coisa em comum. O nome. Coincidência ou não, não sei. Mas que têm o mesmo nome, têm.
Contam-se pelos dedos estas pragazinhas que me foram aparecendo, felizmente não sou odiozinho de estimação assim de tanta gente. Mas as ineses odeiam-me e eu odeio-as a elas.
Claro que há excepções, aliás, para contrapor, há três ou quatro Ineses que eu adoro! Mas a verdade é que não há mais ninguém com outro nome que eu deteste tanto. Faço-me entender? Eu não odeio, Ritas, Susanas, Joanas, Marílias, Andreias e por aí além. Eu odeio ineses. E só porque elas também me odeiam a mim. E eu odeio pessoas que me odeiam porque eu, não sou odiável! Chamem-lhe falta de modéstia, quero lá saber, mas que eu não sou odiável, isso não sou.
Quando conheço uma pessoa ruim, gosto da palavra ruim, ou oiço uma história ruim, pergunto logo se a protagonista se chama Inês, e quase sempre acerto! Juro.
Se ganhasse o euromilhões por cada vez que uma Inês fizesse mal a alguém, já não precisava de trabalhar para o resto da vida.
E agora, com este texto, o resto das ineses que até não me odiavam,  vão passar a odiar, mas olhem lá, não façam isso porque senão também vou ter de vos odiar. E eu odeio odiar pessoas só por causa do nome. Ouviste Inês? E tu Inês? Ouviste bem? Não me odeies. Agora tu, Inês, e tu Inês, tu podes odiar-me à vontadinha ok?

Quem vai ao alentejo bebe copos e fica alegre.

0

Written on segunda-feira, novembro 08, 2010 by Maria

video

Tipo adoro este mundo dos estudos americanos

0

Written on quarta-feira, novembro 03, 2010 by Piero

Achei fantástica esta notícia: Facebook permite saber quando há mais separações

É de uma inutilidade tão fantástica que até vou perder cerca de 5 minutos a dissertar sobre ela:


"Segundo os gráficos apresentados a maior parte das separações acontece por altura da Primavera e das férias de Verão"
A sério? Tipo primavera, férias de Verão? Tipo festas, alcool, praia, bikinis? Tipo loucura? Não percebo porquê.
"no que se refere aos dias da semana, a segunda-feira é um dia crítico."
A sério? Tipo o pior dia da semana? Tipo "ainda faltam 5 dias para o f.d.s. não me chateiem?" Tipo era capaz de me passar com qualquer pessoa, incluindo acabar com a minha namorada, porque é 2ª feira?
"Por outro lado no Natal as separações são em menor número."
A sério? Tipo Natal aquela altura do Amor e somos todos muito chegados? Tipo receber mais uma prenda no Natal? Tipo se eu me separar vou ter que passar o Natal sozinho?
"Mas duas semanas depois o caso muda de figura, com os casais a decidir ir cada um para seu lado."
A sério? Tipo já passou a época festiva portanto já não preciso de ti? Tipo detestei o teu presente, és sempre a mesma merda, vamos acabar? Tipo ainda tou de ressaca da passagem de ano não tenho paciência para ti?
Agora sinto-me uma pessoa muito mais preparada para lidar com os relacionamentos.