de castigo

3

Written on domingo, agosto 31, 2008 by Maria

Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.
Eu nunca mais me vou esquecer do Ipod quando for viajar.

Aprendeste a lição?
Acho que sim.

Piccola Maria

Inspiração vinda do Will Smith

0

Written on quinta-feira, agosto 21, 2008 by Maria

Não ando com muito tempo para escrever, portanto fica só o vídeo que é auto-explicativo. O will é que sabe!



Beijos e abraços

Piero

O meu novo vício

5

Written on quarta-feira, agosto 20, 2008 by Maria



Ultimamente tenho "perdido" muito tempo a ver as fotografias de Henri Cartier-Bresson e cada vez mais me apetece sair para a rua e começar a tirar fotos a desconhecidos.

Mas porque é que eu não tenho uma máquina fotográfica? Porque é que eu recebi uma câmara de filmar em vez de uma de fotografar? Porque é que não tenho mil euros para comprar "aquela" máquina?

Vida difícil hein... Tá-se melhor no porto santo?


Beijos e abraços

Piero

Feliz ano novo!!!!!

2

Written on terça-feira, agosto 19, 2008 by Maria

Tirem-me tudo, (até o azeite galo) menos o Porto Santo, de preferência em Agosto. Bastam 4 dias. Apenas 4 dias e fico pronta para mais um ano. Sim porque descobri que o meu ano acaba e começa quando vou ao Porto Santo. Preferia mil vezes festejar o fim de ano no dia em que lá chego em vez de o fazer no 31 de Dezembro, pfff que cliché! Festejava de Havaianas nos pés e biquini. Na praia, dentro de água, com música e amigos. Divertiamo-nos até de manhã se nos apetecesse. Brindávamos as vezes que nos apetecesse e em vez das doze passas comíamos doze uvas (as uvas do porto santo são as melhores do mundo). E de manhã o sol nascia na praia e nós a vê-lo. E quando nos cansássemos, dormíamos na praia, embalados pelo som das ondas pequeninas e à sombras das palhotas. E esta "festa de fim de ano" durava os dias que ficássemos por lá. Porque para mim, é quando me vou embora que o ano novo começa.A areia fina, a cor do mar, a temperatura do mar, a calma do mar.. tudo é perfeito. Sou uma apaixonada por aquela ilha. E só me lembro porquê quando lá chego. Olho à minha volta e penso "Ah é por isto que eu gosto tanto disto!". E volto a apaixonar-me.Para quem não conhece e tenciona ir um dia ao Porto Santo, atenção: Tenho uma teoria há já largos anos e que já verifiquei ser real. Passo a explicar, apaixonar-se pelo Porto Santo é aparentemente fácil, pela descrição fantástica que se faz normalmente da ilha paradísiaca e tal, MAS, e não se espantem agora, as pessoas só se apaixonam pelo Porto Santo na segunda vez que lá vão. Só muito raramente acontece na primeira vez. E porquê perguntam? Porque, meus senhores e minhas senhoras, nós seres humanos tendemos a criar expectativas e a expectativa que se cria é que vamos para uma ilha deserta nas Caraíbas. Ora, quando se lá chega, experiencia-se outra realidade que parece à primeira vista inferior ao paraíso "caraíbico" (adoro inventar palavras) e perante esta realidade, torna-se difícil vivenciar as maravilhas da ilha. Assim sendo, é quando se lá vai na segunda vez, de olhos revirados a pensar "oh, bolas já conheço aquilo! A praia é uma praia e pronto, para ir à praia vou à Costa que nem portagem pago.." e portanto sem expectativas, que os nossos olhos se apercebem do que vêem e o resto dos sentidos também se apura e nos dislumbramos com o que vemos. Fica o aviso, vão dois verões seguidos e nunca mais querem outra coisa. É garantido.Portanto, tirem-me tudo, menos a minha semana de verão no Porto Santo. A deste ano já foi, e como tal o ano começa hoje para mim. Sendo assim.. para mim e para quem se quer juntar a mim: FELIZ ANO NOVO!!! uuuuuuuuuuuhhhuuuuuu!!! tchim tchim!!Piccola Maria

Alguma coisa tem de estar mal..

0

Written on quarta-feira, agosto 13, 2008 by Maria

..quando em pleno Agosto vou buscar a minha manta polar porque tenho frio.

Piccola Maria

Vamos lá animar as coisas

2

Written on terça-feira, agosto 12, 2008 by Maria

(um blog também pode ter anedotas certo?)

Um senhor sem braço e sem pernas, triste que só ele, foi para a praia com os amigos.
Para o entreter, os seus amigos, estes com braços e pernas, puseram-no à beira de água enquanto jogavam à bola.
Mas a maré foi enchendo, enchendo e o senhor deseperado tentou rastejar para fugir da água.
Ao fundo um bêbado observava a cena. De repente o homem embriagado corre para a água, despe a roupa, avança para o senhor sem braços e sem pernas e empurra-o decididamente em direcção às ondas gritando: "Vai tartaruguinha, vai!"


ahahahhahhaah!!!

piccola Maria

O video é só para criar ambiente..

3

Written on domingo, agosto 10, 2008 by Maria



... e já agora provar que a Amy é muito mais do que aquilo a que assistimos no rock in rio e do que temos visto por aí (e por aqui também)..

Depois de tanto tempo sem dar noticias, hoje volto e mesmo assim sem saber o que escrever. Todos os dias penso "isto dava um bom post", mas depois há sempre uma razão que me impede de escrever. Depois vai-se a ver, e chovem queixas dos meus 2 leitores, a minha Mãe e o Piero. Desculpem, estou de volta como pediram.

Ora então vamos à minha dissertação de hoje.
lambe-botas, invejosos e prepotentes. Detesto estas pessoas e vejo-as cada vez mais perto. Oportunistas, ignorantes, armados em cavalos de corrida. Pessoazinhas. Convencidos que são grandes. Odeio essa gente amiga dos que estão no poder só porque dá jeito. Armados ao pingarelho com quem está à volta só porque se sentem em grande.
Odeio essa escumalha. Mas descansa-me saber que pessoas dessas nunca chegam onde querem. Acabam sempre por tropeçar. E ficar onde merecem.
Detesto pessoas que não suportam ver os outros felizes e se irritam com quem gosta de rir. Sim, gosto de rir, às gargalhadas e quanto mais tempo durar a minha gargalhada e a dos que me rodeiam, melhor. Se se chateiam porque ao vosso lado há gente feliz é porque alguma coisa de mal se passa nessas cabecinnhas. É a gentinha deste País, pequenina e incapaz. Que preferem ver alguém a chorar, porque quando alguém chora, é fácil parecerem bonzinhos. Uma festinha no cabelo, uma palmadinha nas costas, e uma pergunta "o que é que se passa?" E estes macacos sentem-se bem, importantes, os maiores. Não porque ajudaram alguém não. Sentem-se grandes porque há alguém infeliz, como eles. E assim sim, sentem-se acompanhados.
Triste gente, que diz que não gosta da pessoa A e B porque estão sempre a rir. Triste gente que ri uma vez por mês e quando o fazem olham à volta para ver se alguém viu.
Os tristes invejosos, não aguentam ver os outros felizes e despreocupados e protegem-se atacando. Podem vir, a inveja nunca ganhou a boa disposição. Espero que leiam isto e o tiro vos acerte.

Gargalhadas para todos!
Piccola Maria

E esta hein?

0

Written on quinta-feira, agosto 07, 2008 by Maria



Beijos e abraços

Piero